Alumni



Depoimentos de alguns ex-membros do MTE


Letícia Okada

"Fui membro do MTE de 2005 até me formar. Fui diretora de desenvolvimento e de finanças e ex-membro até me formar. É claro que o MTE demanda dedicação, noites mal dormidas, etc. Mas tudo isso vale a pena. A oportunidade de se sentir parte, de se sentir dono. De ter experiência com liderança, trabalho em equipe e estratégia, antes mesmo de estar no mercado de trabalho...Além de, claro, fazer amigos para a vida toda e estar em contato com as maiores empresas do país. Isso tudo é MTE. Eu me orgulho de ter feito parte e sei o quanto foi importante para mim e para a minha carreira. É claro também que muitos terão feito intercâmbio, iniciação científica e feito parte de grupo estudantil, isso é trivial para quem passou pelo mundo acadêmico. Mas só os que trabalharam com paixão, os que realmente se dedicaram, é que vão saber exatamente qual o sentido que as experiências tiveram em suas vidas."

Wildiner Batista

"Embora no meu 1º ano eu estivesse no TOP10 (Cr’s) da minha turma, sentia que uma série de lacunas na
minha formação, como gestão de pessoas e relacionamentos, comunicação e liderança, não estavam sendo supridas com a formação técnica, por isso pesquisei sobre as organizações estudantis da Unicamp
e me apliquei pro MTE, fui selecionado e tive a oportunidade de fazer parte deste grupo incrível por 1 ano e meio.

Aprendi muita coisa e fiz algumas coisas legais por lá e sentia, a cada ciclo de oratória ou palestra que
organizávamos, que estava fechando lacunas importantes do meu desenvolvimento. Fui coordenador geral do ArenaMTE, um evento que contou com a presença de quase 100 pessoas e obteve um ótimo feedback dos participantes, o que nós deu muita satisfação. Durante o processo de coordenação do evento aprendi muito, tivemos que refazer planos, pensar na melhor maneira de motivar o time, como captar recursos, fazer marketing, organizar logística... tudo numa janela de tempo bem pequena e tocando a graduação concomitantemente.

Foi no MTE também que encontrei o Bruno Arai (EQ010) e o Mateus Souza Borges (MEC010),trabalhamos juntos alguns bons fins de semana e muitas noites para obtermos o 3º lugar no Siemens Student Award 2011, um concurso nacional de inovação que contou com quase 400 projetos de todo país.

O MTE, além de toda a vivência interna que me proporcionou, também foi minha porta de entrada para o CHOICE e para Fundação Estudar. Talvez meu maior aprendizado no grupo tenha sido: gente boa, com um objetivo em comum, trabalhando junto faz coisas espetaculares."

Mércio Moreira

"Tive a honra e o prazer de participar deste time na época de sua formação, ainda com o nome de MTEE, quando era restrito apenas aos alunos da Engenharia Elétrica, no ano de 2005. Fui Diretor de Marketing, cargo que fazia parte da estrutura na data, além de ajudar nos trâmites legais necessários para conseguir que a entidade pudesse enfim ter seu próprio CNPJ e seu próprio domínio na internet.

Em dezembro do mesmo ano fui eleito presidente para o exercício em 2006, ano em que a instituição ganhou uso exclusivo de uma sala na FEEC, computadores e, finalmente, seu nome atual, MTE, que trouxe ao time novos ares através da abertura para as demais faculdades de engenharia.

Assumir a presidência foi uma grande empreitada, pois dada a pouca maturidade da instituição na época, qualquer erro de gestão poderia leva-la à extinção. O senso de responsabilidade trazido dessa situação com certeza me ajudou a criar características de liderança através da experiência, servindo sempre como apoio e inspiração para os desafios profissionais que tive em seguida e os que ainda virão.

É claro que ninguém é feliz e se motiva a algo apenas por ter um monte de desafios a toda hora. Outro grande incentivo era o convívio com as pessoas, com algumas das quais tenho contato até hoje. As reuniões e os eventos sempre eram cheios de momentos divertidos e imagino que seja assim até hoje. É essa a lembrança que me vem à cabeça toda vez que atualizo meu CV e lá vejo a seção que fala do MTE.

Em 2013 fui chamado para um papo com os membros, pessoas que jamais souberam da minha existência exceto pelo cadastro no banco de dados, e me senti muito bem mesmo, ainda que parecendo um dinossauro, ao ver que anos depois tudo que fizemos ainda estava nos trilhos e a pleno vapor."

Mateus Souza Borges

"Sem exageros:fazer parte do MTE foi um divisor de águas na minha graduação!

Eu tinha a menor ideia de como uma empresa funcionava, como era o mercado de trabalho ou o que eu poderia fazer após me formar.

No MTE tive a oportunidade de me envolver em diversas atividades de capacitação e conhecer muita gente boa.

Aprendi sobre marketing, gestão organizacional, conheci vários profissionais da indústria e de áreas como consultoria, mercado financeiro e empreendedorismo.

Junto com outros membros do MTE me envolvi em uma competição da Siemens que nos rendeu terceiro lugar nacional em um prêmio nacional de inovação.

Tive oportunidade de desenvolver várias competências de liderança e comunicação em atividades semanais. Sem dúvida, participar do MTE contou muito para minha aprovação no programa de bolsas da Fundação Estudar, que é bem competitivo, foram 30 aprovados entre 11 mil candidatos.

Hoje estou em intercâmbio nos EUA e envolvido com grupos de pesquisa aqui eu fico muito feliz em ver como atividades como os English Meetings do MTE me fizeram muito mais preparado para experiências futuras!"

Claudio Freitas

"Mais do que uma atividade extracurricular, o MTE foi um lugar onde criei amizades e vínculos sólidos com diferentes tipos de pessoas, mas com o mesmo objetivo que é buscar se desenvolver e ajudar os outros a se desenvolverem também. Durante meu prazeroso período nessa organização, fui membro do pilar de desenvolvimento e tive a chance de participar de vários encontros semanais e organizar eventos. Foi incrível!"

Arthur Lyra

"Ter feito parte do MTE foi um grande marco na minha graduação, sem sombra de dúvidas. Dentro do grupo encontrei pessoas sensacionais, com um objetivo em comum: Se desenvolver e levar crescimento pessoal e profissional para os alunos de Engenharia da Unicamp. Grandes eventos como o ArenaMTE e o EMC mostraram que o grupo é forte e tem capacidade de transformar pessoas.
Tive a oportunidade de ser Diretor Administrativo Financeiro do grupo em 2012 e foi uma experiência única. Pude aumentar minha capacidade de liderança dentro de um grupo, reconhecer meus defeitos e minhas qualidades como líder/gestor e trabalhar em cima deles.
Trabalhar pelo MTE foi um privilégio e uma experiência que eu nunca vou esquecer. Só tenho a agradecer pelos eventos e pelo crescimento que ele me proporcionou."

João Victor Guerra

"Fui membro do MTE durante os anos de 2012 e 2013. Eu acredito que o meu período no MTE foi extraordinário quanto para o meu desenvolvimento profissional tanto para o meu desenvolvimento pessoal. Sempre me interessei pela área de capacitação de pessoas. Foi então que eu me interessei pelo pilar de Desenvolvimento, onde tive a oportunidade de desenvolver pessoas em quesitos que a própria universidade não aborda. No ano de 2013, fui diretor do pilar de Desenvolvimento e foi muito gratificante acompanhar o desenvolvimento de todos os membros durante um longo ano de trabalho duro e esforço de toda a equipe envolvida. Eu devo muito ao MTE por toda experiência obtida na minha passagem e acredito que isso fará uma grande diferença na minha vida profissional. Sem contar com o contato direto com empresas e profissionais do ramo, o que acredito que melhorou muito a minha oratória e habilidade de comunicação."